No ano de 2021 estamos recebendo vários relançamentos de jogos clássicos que marcaram a história de muitos jogadores, e no dia 28 de maio, a ININ Games junto da desenvolvedora MONKEY CRAFT e Studio Artdink lançam Wonder Boy: Asha in Monster World!

Wonder Boy: Asha in Monster World é um remake de Monster World IV, lançado no Mega Drive apenas no Japão no ano de 1994, e posteriormente traduzido para o inglês em 2012, lançado nos consoles da época. A história deste jogo permanece a mesma do jogo original, sendo assim, tudo começa com nossa Protagonista chamada Asha. Asha é uma jovem guerreira que foi escolhida para uma nobre missão. Mesmo tão jovem, tem a dura missão de libertar quatro espíritos elementais que estão aprisionados em diversos locais do seu mundo.

Antes de partir em sua jornada para manter em segurança sua aldeia, Asha vai atrás de seus parentes e conhecidos para se despedir e receber suas bençãos. Por último, deve levar consigo o cristal da coragem para poder começar seu treinamento na grande torre do silêncio. Ela se junta a um monstro azul mágico, que pertence à raça Pepelogoo, e os dois devem explorar masmorras e lutar contra monstros para encontrar os espíritos, e salvar o reino.

Vamos falar agora sobre a mecânica do jogo:

Wonder Boy: Asha in Monster World combina de forma eficiente e na medida certos elementos de Plataforma 2D, RPG e Ação / Aventura. A jogabilidade é bem simples e fluida, que basicamente consiste em saltar e atacar no tempo certo. Você não começa sua aventura já em um tutorial, o jogo te dá a liberdade de dar os primeiros saltos e ataques por conta própria, porém não se preocupe, logo nos primeiros minutos o jogo já te direciona para o tutorial de treinamento, que ocorre dentro de uma floresta.
Esse treinamento conta com uma dificuldade progressiva, ou seja, inimigos e obstáculos vão começar do mais fácil até os mais perigosos, que podem te fazer perder vidas e te mostrar pela primeira vez a tela de “Game Over”.

Nosso primeiro desafio começa escalando a Torre do Silêncio. Lá dentro, notamos que o nível de dificuldade também é gradativo, começa com inimigos quase inofensivos, e perto do final você estará cercado de múmias e armadilhas afiadas. O jogo segue em uma pegada linear, porém, abre espaço para que você explore e encontre tesouros escondidos que vão te ajudar bastante na jornada.

Uma coisa muito importante que o jogo não ressalta é que não tem salvamento automático, e com isso frustra alguns jogadores da nova geração que não estão acostumados com a função de salvar manualmente. Falando em salvar o jogo, é altamente recomendado que salve antes de enfrentar o primeiro Chefão, pois a luta não será nada fácil. Ao chegar ao topo da Torre do uma Mulher metade escorpião.

Comentário dos Gráficos

Agora falando sobre os gráficos, temos um ambiente totalmente redesenhado em 3D com diversas camadas no fundo, dando uma vasta profundidade ao que vemos. Foi incluso um efeito no jogo para 2.5D com cel-shading, que nos permite navegar por camadas do cenário, dando uma sensação de jogo em 3D, mesmo que continuemos no tradicional 2D de rolagem.

O remake trará uma série de novidades, incluindo a inédita dublagem dos personagens, gráficos com design 2.5D. O jogo conta também com novas animações e cenas sem perder a essência do jogo original. Durante a gameplay, não encontrei nenhum objeto serrilhado ou algum bug gráfico que prejudicasse a jogabilidade.

Sobre a trilha sonora e efeitos de áudio:

A trilha sonora e os efeitos de áudio foram totalmente restaurados e estão na melhor qualidade, e tudo isso garantido pelo compositor do jogo original, que também está envolvido na versão remasterizada dos consoles atuais. A trilha é nostálgica, cativante, e não se torna cansativa ao longo do tempo. Além disso, pela primeira vez, temos dublagem de personagens tornando o jogo ainda mais vivo e carismático.

Por fim, algumas especificações técnicas:

  • O jogo pode ser jogado por apenas 1 jogador;
  • Os modos de jogo disponíveis no Nintendo Switch são: Modo TV, Modo Semi-Portátil e Modo Portátil;
  • O tamanho do jogo, em formato digital, é de 2.9 GB.

Gamerdito (Veredito)

Wonder Boy: Asha in Monster World colocará o jogador em uma nostalgia quando os gráficos era o menor das nossas preocupações. A franquia completa 35 anos este ano, sobrevivendo os anos e a nova geração tem a oportunidade de conhecer sobre a série de jogos. O privilégio de poder escrever sobre ele deixou-me emocionado, por poder ter jogado outros títulos de Wonder Boy. Se quer conhecer um jogo com história e no qual ajudou alavancar a indústria dos games, ele foi feito para você!

A ININ Games cedeu uma chave para nossa revisão no Nintendo Switch. A mídia física de colecionador da ININ Games/ Stricly Limited Games, vem com o cartucho do jogo original Wonder Boy IV.

Wonder Boy: Asha in Monster World

Wonder Boy: Asha in Monster World

Wonder Boy: Asha in Monster World: Wonder Boy: Asha in Monster World é cativante nostálgico e mantém a essência que consagrou a franquia.chubbs
7.5
out of 10.
2021-05-27T03:50:29-0300

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.