Primeiras impressões de Spitlings, criaturas gosmentas no Switch
Primeiras impressões de Spitlings — Foto: Divulgação / Massive Miniteam

Spitlings, jogo estilo arcade, focado no sistema cooperativo chegou ao Nintendo Switch para trazer um tema um tanto quanto inovador. Desenvolvido pela Massive Miniteam e distribuído pela Handy Games, prepare-se para um jogo onde o trabalho em equipe é fundamental. Confira minha gameplay das nossas impressões abaixo:

Em Spitlings, você joga como um monstrinho dentuço e de aparência nada comum, tentando sobreviver em tuneis enquanto está sendo atacado por criaturas melequentas e tóxicas que infestaram a cidade natal dos Spitlings. Isso significa completar estágios de tela única, destruindo qualquer lodo tóxico que infecte a área. Há apenas uma maneira de matar essas gosmas, cuspindo nelas com muita precisão.

O começo de tudo

O início do jogo já nos traz um tutorial explicando a mecânica do jogo a qual é relativamente simples e funciona como método de ataque e de propulsão. Os dentes podem ser cuspidos para cima para atacar um inimigo ou para baixo para lançá-lo do chão e servir como seu salto. Cada Spitling tem um número de cuspidas limitados pelo número de dentes que ainda tem na boca.

Quando esgotar suas cuspidas, deve encher sua carga de dentes novamente ou recolher os que se perderam em combate. Durante o jogo você tem que resgatar seus colegas Spitlings que estão capturados, são cerca de 100 diferentes.

Embora possamos jogar todo o Spitlings como um single player, é um jogo multiplayer de ponta a ponta. Jogamos no modo de festa e a campanha da história com um grupo de quatro players localmente ou online (embora o local seja a opção preferida). Jogar com os amigos é divertido, mas a decisão mais brilhante de Spitlings está na implementação cooperativa.

Se um jogador morrer, todo o grupo será reiniciado. Isso transforma as sessões cooperativas em um caos frenético, onde suas amizades são postas a prova, pois você tem que jogar recebendo acusações e jogando a culpa em alguém enquanto luta para sobreviver.

Trabalho em equipe realmente faz muita diferença quando jogamos entre seus amigos que muitas vezes por acidente bloqueiam seus tiros ou morrem no último segundo antes de completar um nível.

Simplicidade sem a necessidade de belos gráficos

O diferencial do jogo está na simplicidade, porém, também é sua maior falha, pois Spitlings possui mais de 100 níveis com praticamente o mesmo tamanho e apenas outros Spitlings para desbloquear, ou seja, fica repetitivo e massante em pouco tempo.

Quando jogamos no modo single player, não há muito incentivo em prosseguir pela história, até porque, só desbloqueamos novos Spitlings e paletas de cores. Tirando o modo história, temos o modo Festa que se sai um pouco melhor quando se trata de variedade, pois podemos personalizar as fases e power-ups disponíveis e com isso melhora a diversão e a experiência.

As músicas são rápidas e empolgantes, porém sem muita variedade, então, pode ficar massante ouvi-las por muito tempo. Já gráficos são bem cartunescos, com cores vibrantes e com bastante efeito de profundidade.

Spitlings é bem fluído, não foram encontrados Bugs durante a partida e nem quedas de FPS.

No mais seria interessante que aprimorassem o modo história com mais desafios, chefes de fase e até mesmo novas mecânicas para não tornar o jogo tão repetitivo.

Spitlings: Spitlings é algo que fará o jogador repetir diversas vezes a mesma fases, já que falhar é inevitável nesta louca aventura gosmenta.chubbs
7
out of 10.
2020-08-11T17:29:32-0300

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.