As Far As The Eye - Divulgação / Unexpected

O game As Far As The Eye, desenvolvido pela Unexpected,foi lançado oficialmente no dia 10 de Setembro para PC e pode ser encontrado na Steam, Epic Games e GoG. O game é distribuído pelo Goblinz Studio e  Maple Whispering Limited.

Nós do site MeuGamer jogamos o game e trazemos nossas Impressões, sem spoilers, a respeito. Junto com nossas Impressões, confira abaixo 34 minutos de Gameplay (sem comentários):

Ciclo que se Repete

As Far As The Eye apresenta uma história bem interessante, onde de tempos em tempos (alguns poucos anos) o mundo é inundado por uma grande tempestade, existindo apenas um único lugar seguro, “The Eye” (O Olho ou O Centro).

Os jogadores assumem o papel do Vento, literalmente o vento ou o ar se preferir, e tem a missão de guiar os Pupilos, tribo de criaturas mágicas que coexistem nesse mundo, rumo à segurança do “The Eye” (única possibilidade de sobrevivência). Uma vez em segurança, as tribos de Pupilos celebram e compartilham em um evento que ficou conhecido como “The Great Meeting” (A Grande Reunião ou O Grande Encontro se preferir), esse evento dura até as águas baixarem. Após isso, quando as águas já retrocederam, eles retornam ao que restou de seus lares e recomeçam as suas vidas de novo.

E assim o Ciclo se repete!

A Beleza Está nos Olhos de Quem Vê

A dinâmica desse Rogue-Like (que gera situações processuais)de gerenciamento de recursos baseado em Turnos,consiste em construir uma vila móvel para as tribos de Pupilos, bem como guia-los por áreas (pequenos mapas hexagonais) inexploradas, coletando recursos, construindo e gerenciando. No fim, a salvação, o centro do mundo, “The Eye” os aguarda!

Aqui temos um mapa com algumas áreas conectadas entre si, para avançar até o fim dele, onde se encontra o centro do mundo “The Eye”, é necessário que os jogadores passem por essas áreas. Um adendo importante, não existe um caminho específico, os jogadores escolhem por qual caminho seguir no mapa. Uma vez dentro dessas áreas (que não são grandes), percebemos que se trata de hexágonos, hexágonos estes que contam com pequenos hexágonos para nos locomovermos. Existem também hexágonos acinzentados que servem para mostrar as partes que não foram exploradas ainda.

O sistema de locomoção, de coleta de recursos e de construção é bem interessante, os Pupilos possuem pontos de MP (Moviments Points ou Pontos de Movimento), podendo apenas se movimentar por um número limitado de hexágonos por Turno. Esse fator dificulta muito na hora das construções ou na hora das coletas, já que essas dinâmicas também exigem o mesmo MP.

OBS: Se os jogadores interromperem uma coleta de recursos, uma parcela dessa coleta será perdida. Muito legal isso né? Só que não!

Outro ponto que é muito importante destacar é que existem alguns tipos de terrenos diferentes (florestas, rochosos e com água), todos eles influenciam na locomoção, fazendo com que os Pupilos gastem mais MP ao atravessá-los e com isso mais Turnos.

A dinâmica mais interessante (a dinâmica central) de As Far As The Eye é o fato de que com o passar dos Turnos, a Grande Tempestade avança, existe uma Barra de Turnos no game que deixa isso bem claro, e conforme ela avança Eventos Naturais (chuvas e terremotos, por exemplo) começam a ocorrer, remodelando a área e criando terrenos de água ou rochosos onde não existia. Nem é preciso dizer que se os Turnos acabarem e a Grande Tempestade alcançar a tribo de Pupilos dos jogadores é gameover na certa.

Tudo que precisa ser feito para avançar para a próxima área do mapa é coletar os recursos necessários na área atual.

OBS: Os Jogadores devem se atentar nos recursos que cada área do mapa exige, as áreas são diferentes e exigem recursos diferentes.

Árvore de Habilidades, Pupilos e Construções

As Árvores de Habilidades são bem simples e depende muito da função dos Pupilos, por exemplo, se um Pupilo coletar muitos minérios ele será um Miner (Minerador), se ele coletar muita Madeira será um WoodCutter (Lenhador) e assim por diante.

Com relação aos Pupilos, eles funcionam da seguinte forma, dependendo da tarefa que os jogadores definirem para cada um, conforme eles evoluem sua Árvore de Habilidades, eles assumem formas diferentes; desde um Panda Vermelho (para coletas), até um Passáro para construções e assim por diante.

Já as Construções são um meio de facilitar a coleta, aumentar a escala (para reduzir o número de turnos) ou até mesmo coletar recursos específicos. Recursos específicos são os minérios, por exemplo, que não podem ser coletados sem uma mini mineradora.

Jogabilidade e Gráficos

A Jogabilidade desse jogo é muito boa, responde bem, é leve e precisa, não senti grandes dificuldades com relação a isso.

Os Gráficos são outro aspecto que merece destaque, nesse quesito o game é muito bem trabalhado, apresentando cores vibrantes e bonitas. Aqui nota-se todo o carinho que a Unexpected, desenvolvedora responsável, colocou nos detalhes visuais para impressionar os jogadores.

Pontos Fortes e Pontos Fracos

As Far As The Eye é um game que conta com uma ótima história, com um visual muito bem trabalhado, bonito e uma dinâmica divertida, no entanto, peca na linearidade, uma vez que ao terminar a Campanha e partir para o Modo Personalizado, que se baseia exatamente na mesma ideia, os jogadores irão sentir rapidamente que já esgotaram suas possibilidades nesse game. A proposta aqui era entregar um game de Stratégia, porém, me senti resolvendo uma porção de Puzzles repetitivos.

Pontos Fortes

  • Excelente História (Enredo).
  • Dinâmica e Jogabilidade muito boas.
  • Gráficos (Visuais) muito bonitos.
  • Os Eventos (Chuvas, Raios, Envenenamento e etc) atrapalham bastante, mas proporcionam uma dinâmica incrível.
  • Sistema de Árvore de Habilidades muito legal, funciona bem.

Pontos Fracos

  • Linearidade e Repetição.
  • As Áreas que visitamos são extremamente pequenas.

Conclusão

A Unexpected entrega um bom game, que diverte e nos apresenta uma história muito boa, porém, a linearidade e a repetição atrapalham o título. No entanto, para aqueles que são aficionados por games, o meu caso, ou até mesmo para aqueles que não buscam compromisso e só querem diversão, As Far As The Eye é uma ótima pedida, vale muito a pena dar uma chance.

Agradecimentos

Nós do site MeuGamer deixamos aqui nossos agradecimentos a Unexpected (desenvolvedora do game), a Goblinz Studio e a Maple Whispering (distribuidoras do game); obrigado por nos conceder acesso ao game de forma gratuita, assim sendo possível a realização destas “Primeiras Impressões”. E também agradecemos a todos vocês que acompanham e confiam em nosso trabalho. Muito Obrigado!

As Far As The Eye: História boa, visuais bonitos e um game que merece uma chance!ken_nascimento
7.5
out of 10.
2020-09-27T12:56:27-0300

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube.

icon

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.