The Signifier - Divulgação - Playmestudio / Raw Fury

The Signifier é a nova aposta do pessoal da Playmestudio, o game foi lançado oficialmente no dia 15 de Outubro, com distribuição da Raw Fury, para PC (via Steam e GoG). Além disso, a Playmestudio e Raw Fury anunciaram recentemente que o game também deve chegar para Xbox One e PlayStation 4 no início de 2021.

Nós do MeuGamer tivemos a oportunidade e o prazer de jogar o game no PC, bem como elaborar um Review muito bacana para vocês. Espero que gostem!

Confira nossa Gameplay (sem comentários) dos primeiros 25 minutos do game abaixo:

A Narrativa The Signifier

The Signifier é uma aventura misteriosa de Ficção Científica Noir em Primeira Pessoa que mistura Investigação, Psicologia Experimental e Inteligência Artificial. Explore o mundo real e adentre os reinos inconscientes da mente da vítima. Use Tecnologia para encontrar Pistas e resolver Enigmas, desvende camadas de diálogo e descubra a verdade.

Os jogadores assumem o papel de Frederick Russell, um especialista em IA (Inteligência Artificial) e Psicologia, ele também é o pesquisador principal por trás de um scanner cerebral profundo experimental chamado Dreamwalker (também conhecido como Evee). Sua Tecnologia controversa permite a exploração dos Sentidos Registrados e Reinos Inconscientes da mente. Ele se vê lançado em uma espiral de intrigas quando a empresa TSB – Technology Safeguard Bureau (Departamento de Proteção a Tecnologia) pede para usar sua invenção após a vice-presidente (Johanna Kast) da maior empresa (Go-AT) de Tecnologia do mundo ser encontrada morta em casa.

Explore os Mundos Real e Surreal, mergulhe no Universo da Psicologia, Resolva Enigmas e Descubra a Verdade.

Explorando o Subconsciente e Resolvendo Enigmas

Neste game a exploração é essencial, aqui os jogadores precisaram encontrar pistas (itens, documentos, segredos ou até mesmo conversar com pessoas) que os ajudem a solucionar a misteriosa morte de Johanna Kast (vice-presidente da Go-AT).  No entanto, além da exploração do mundo real, existe a exploração do subconsciente da vítima, exploração está feita por meio do scanner Dreamwalker (ou Evee).

Uma vez nas memórias de Johanna, os jogadores descobrirão que a maioria das memórias tem duas formas: As Objetivas e as Subjetivas. As memórias Objetivas são desenhadas de forma mais realista, enquanto as Subjetivas apresentam níveis de metáfora. No caso de Johanna, que supostamente morreu por overdose de medicamentos, suas memórias Objetivas tendem a não ter cor e detalhes, muitas vezes sendo extremamente confusas. As versões Subjetivas dessas memórias são geralmente muito mais detalhadas.

Outro ponto importante é o fato que The Signifier conta com diversos Enigmas para resolvermos, Enigmas que requerem muita atenção (principalmente nos detalhes) e que mais uma vez ressalta o elemento exploração. Tanto elementos do mundo real quanto do consciente de Johanna podem ser fundamentais aqui.

Diferentes Locais, Diferentes Relacionamentos

Existe uma variedade de ambientes bem interessantes em The Signifier, ambientes nos quais os jogadores terão que transitar constantemente. Desde o Subconsciente de Johanna e a sede da Go-At, ao ApartamentoLaboratório de Russell. Tudo isso através de um Sistema de Mapa presente no game.

Por que citei as diferentes Localidades no game? Porque com base nelas (através delas) o protagonista (Russell) irá se relacionar com diversas pessoas, Relacionamentos que trazem outro grande ponto do título. Durante as interações, existe uma Roda de Diálogo, que afeta o fluxo de seus relacionamentos.

É muito importante tomar cuidado nas escolhas de diálogo, certos personagens podem tratá-lo de maneira completamente diferente com base em suas escolhas ao longo da história. Por exemplo, a filha de Russell, Lauren, que aparece logo no início. Com base na maneira como você a trata, ela pode acabar odiando você no final.

Quase 100% Funcional

Artisticamente esse game é fantástico, os ambientes são muito bem trabalhados e as cores presentes são muito bem utilizadas, trazendo realmente a sensação de estarmos no subconsciente de alguém.

No entanto, em contra partida aos aspectos de Narrativa e Arte que funcionam muito bem, The Signifier (que é agradável de jogar) é um game consideravelmente curto, oferecendo poucas horas de Gameplay (em torno de 6 horas). Eu consegui terminar o game com apenas 4:30h (quatro horas e meia).

E mesmo esse título oferecendo 3 Finais Distintos (sim, The Signifier conta com três finais diferentes), os jogadores não terão muitas novidades além do Final propriamente dito. As Gameplays subsequentes, na tentativa de finais diferentes, são praticamente a mesma coisa, com eventos que os jogadores já conhecem se repetindo. Apesar de elas existirem, são muito poucas as diferenças (o que vale mesmo é alcançar os finais diferentes).

OBS: Uma dica importante, Russell conta com um celular o qual os jogadores podem ligar paras algumas pessoas de sua lista de contatos, tornando assim possível alcançar alguns dos finais diferentes do game, esse fator é fundamental. Tenham isso em mente.

Pontos Fortes e Pontos Fracos

Pontos Fortes

  • Narrativa (história) muito boa.
  • Game agradável de jogar.
  • Relacionamentos com personagens que oferecem diferentes reações e comportamentos de acordo com as escolhas dos jogadores.
  • Inova ao trazer a exploração do subconsciente.
  • The Signifier conta com 3 finais diferentes.
  • Artisticamente (visualmente) o game é fantástico.
  • Conta com Legendas em Português.

Pontos Fracos

  • Com relação á Gameplay o game é curto, oferecendo cerca de 6 horas de jogo apenas.
  • O fator Replay aqui não ajuda muito, uma vez que fora os finais diferentes, os jogadores não encontraram muitas novidades ao jogar novamente.

Conclusão

The Signifier é um ótimo game para aqueles que buscam uma boa Narrativa, Exploração, Atenção aos Detalhes e Puzzles. A sensação aqui literalmente é de estarmos em um game de detetive tentando solucionar o caso (conseguiram atingir esse resultado com maestria), conforme avançamos e compreendemos a vítima, conhecemos pessoas diferentes (envolvidas no caso ou não), nos sentimos cada vez mais imersos. Além disso, explorar o subconsciente de alguém é um dos pontos mais altos do game, algo que eu (que vos escrevo) particularmente gostei muito.

Agradecimentos

Nós do MeuGamer estamos cada dia mais felizes e honrados com as oportunidades que estamos tendo, cada dia mais felizes com o feedback das desenvolvedoras e de nosso público. Sempre fazemos questão de agradecer às desenvolvedoras que confiam em nosso trabalho e a todos vocês que nos apoiam nessa jornada. Muito obrigado Playmestudio e Raw Fury por nos fornecer a Key de The Signifier de forma antecipada e gratuita. Muito obrigado a você que nos acompanha, interage nas redes sociais, no nosso canal no Youtube e sempre está presente. Muito obrigado!

The Signifier: Game Investigativo com ótima Narrativa, Exploração e Puzzles.ken_nascimento
8
out of 10.
2020-11-17T13:28:39-0300

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.