Crítica | O CHAMADO DO MAL

Crítica | O Chamado do Mal - Filme 20108
 

O Chamado do Mal Filme com direção de Michael Winnick e produzido por Shaun Redick e Raymond Mansfield, de “Corra!“, chama mais a atenção por seus produtores, que seu conteúdo.

Na trama de “O chamado do mal”, acompanhamos a história de um casal, prestes a ter o primeiro filho(a). Adam (Josh Stewart) e Lisa (Bojana Novakovic), recomeçam a vida em um novo lar, oferecido a Adam, professor de matemática e cético assumido.

Um presente de boas-vindas muda a vida do casal, iniciando um processo de visões fora do comum e terror psicológico, presente de forma constante.

 

 

Bojana e Josh atuam de forma comedida e transmitem as mudanças em seus personagens sem exageros, um dos pontos favoráveis do filme. Delroy Lindo, chefe de departamento de matemática e professor de parapsicologia, também merece elogios, proporcionando os melhores momentos da trama.

De resto, temos algo bem previsível e que não assusta os fãs do gênero. “Jump scares” são entregues pela trilha sonora, efeitos realizados com pouco orçamento e espíritos que mais parecem figuras caricatas.

Um filme esquecível e que não deveria entrar para a filmografia de Shaun e Raymond por outras obras da dupla.

 

Nota da crítica

Crítica | O CHAMADO DO MAL

1.5

Ruim

por Vanessa Ferreira


Star Wars: 4 De maio amazon



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.