Ubisoft, a desenvolvedora francesa e uma das maiores do mundo da indústria dos games, estão perdendo grandes programadores de destaque. De acordo com o último relatório da Axios, os funcionários apelidaram dê o “grande êxodo“, da empresa. Alegação são de promessas não cumpridas pelo estúdio, baixa remuneração, supostamente má conduta e problemas nas condições de trabalho. São algumas das reclamações dos trabalhadores que pediram desligado da Ubisoft. O relatório também cita ter entrevistado 12 desenvolvedores entre atuais e antigos, entre eles responsáveis direto nos projetos recentes como Assassin’s Creed Valhalla e Far Cry 6.

Assim sendo, cinco desenvolvedores creditados em Far Cry 6 foram desligados do estúdio, e 12 creditados em Valhalla também deixaram a empresa. A fonte vai longe, que por esse motivo os jogos tiveram atrasados em seus lançamentos. Grande parte do problema está relacionado com a filial da Ubisoft no Canadá, onde eles tentaram melhorar alguns acordos para evitar o êxodo, de sua equipe de desenvolvedores.

Vale lembrar que, a Ubisoft sofre com acusações nos últimos anos, assim como a Activision Blizzard em relação à conduta disciplinar no ambiente de trabalho.

Atualmente, eles contam com mais de 4 mil funcionários de diversos setores e desde abril deste ano, foram contratados mais de 2,6 mil novos trabalhadores.

Gamernéfilos, esperamos que os dias obscuros da indústria dos game se revolvam quanto antes!

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube.

icon

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.