She-Hulk episódio 6 crítica Mulher-Hulk
She-Hulk (Divulgação / Marvel Studios)

O episódio 6 de She-Hulk (Mulher-Hulk) mostrou um casamento e pistas do futuro, e abaixo, você confere a crítica.

Crítica: She-Hulk (Mulher-Hulk), episódio 6

Ao contrário do episódio anterior, o episódio 6 apresentou o humor de uma maneira mais acentuada. E é importante começar destacando isso.

Logo na primeira cena, já ficamos sabendo que teríamos duas linhas, uma com Jennifer em um casamento, e outro com um caso de um divórcio.

 Jen foi ao casamento de sua amiga de infância Lulu, e efetuou o papel de madrinha. Mesmo com algumas cenas engraçadas, o CGI, que estava ‘tranquilo’ nos demais episódios, até um certo ponto, nesse aqui deixou muito a desejar.

Isso ficou explícito na cena em que ela, quando se transformou em Hulk para um duelo forçado contra Titânia, ficou de vestido rosa. E isso, além de não combinar, acabou por ser uma péssima visão da personagem.

Jen diz ao público no início do episódio a frase que já pode resumir a crítica: “Se você acha que isso está acontecendo em um momento inconveniente na temporada, você está certo. Porque é assim que os casamentos sempre são.”

O significado isso é a quebra total de expectativas dos fãs, que queriam ver o Demolidor. É claro que não há m problema em não mostrar o personagem, entretanto, quem escreveu sabia que isso causaria um ódio natural daqueles que, por não terem muito o que consumir em questão de qualidade na série, esperariam e se contentariam na reta final.

E na cota da desmoralização dos homens, Mallory Book e Nikki Ramos representam os muitos acordos simultâneos de divórcio do Sr. Imortal, um super-humano invencível que simplesmente tira sua própria vida e ressuscita com uma nova identidade sempre que ele entra em uma discussão com uma de suas esposas.

Toda essa trama provavelmente acarretará lá na frente em algo fácil, para ser autoexplicativo em sequência. Ou seja, parece que toda essa trama, foi apenas para cumprir um tempo de tela para o episódio não ter apenas 15 minutos.

O próprio desfecho no fim foi para avisar a Mulher-Hulk sobre um site, onde haters se mobilizaram para atacá-la.

Agora, restam apenas três episódios, e como a trama não dá nenhum indício de ser algo próprio, teremos uma única expectava até o final, e será a aparição do personagem de Charlie Cox.

Para o episódio 6 de She-Hulk, fecho com a nota 4/10.

O elenco conta com Tatiana Maslany, Mark Ruffalo, Tim Roth, Ginger Gonzaga, Benedict Wong, Charlie Cox, Renee Elise Goldsberry, Jameela Jamil, Josh Segarra e Griffin Matthews.

Por fim, assista ao episódio 6 de She-Hulk (Mulher-Hulk) agora, exclusivamente no Disney Plus.

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube.

icon

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.