call of duty modern warfare II pc review call of duty modern warfare análise call of duty
Call of Duty: Modern Warfare II - Activision

CALL OF DUTY: MODERN WARFARE II, desenvolvido pela Infinity Ward, distribuído pela Activision, continua sendo a melhor franquia FPS na atualidade. É uma franquia que soube sobreviver no tempo, tendo tido seus percalços com inovações.

O jogo sempre pode contar com um público fiel e a empresa está sempre procurando melhorar a qualidade em cada novo jogo; ao contrário de seu rival, Battlefield, que tem tido apenas pedras no caminho, muitas críticas e desgosto por parte dos fãs, o que até o afasta como potencial rival no gênero. Se trata de um reboot da trilogia antiga, contando com easter eggs dos jogos anteriores, dentre outros elementos.

A nova série Modern Warfare tem conseguido agradar os fãs antigos e trouxe para aqueles que não conheciam os jogos antigos, a possibilidade de conhecer a temática, se familiarizar com os personagens consagrados como Pryce, Ghost, Soap, fazendo com os fãs antigos viessem gostar do novo formato, ao mesmo tempo criando uma nova legião de fãs.

Tanto é que, no YouTube por exemplo, se vê muitos vídeos e shorts mostrando as formas inusitadas de kills, superação diante de vários inimigos, além de fases, com níveis cada vez mais hard core, mostrando que a nova série de jogos tem muito a oferecer.

Melhorias consideráveis

Modern Warfare 2 traz evidentes melhorias de jogabilidade, melhor uso de recursos de combate, mecânicas de gameplay, novos cenários que tem diversidade de locomoção e acesso para trazer mais diversidade para o multiplayer, demonstrando que a empresa se preocupou entregar um produto com qualidade, que divertisse, que pudesse durar tanto tempo quanto o seu antecessor, o que, é claro, reverte em lucro para a empresa.

E, inicialmente, já podemos destacar que a introdução de uma possibilidade de se jogar em terceira pessoa foi muito bem-vinda pelo fato de que muitos players não conseguem jogar jogos shooter em primeira pessoa por possuir alguma dificuldade quanto a isso.

Problemas como cinetose, labirintite são comuns, atuando na percepção, na visão trazendo para o jogador sintomas como enjoo, mal-estar, até mesmo dores de cabeça, coisas que podem ser evitadas quando temos um modo em terceira pessoa.

O novo recuso acaba sendo inclusivo, inovador, fornecendo uma excelente experiência de gameplay, fazendo com que o jogador que está acostumado a jogar em primeira pessoa, e que queira jogar em terceira pessoa, tenha de mudar a sua forma de jogar, a sua estratégia, por que a mudança de câmera traz a necessidade de adaptação.

Esta adaptação essa que é muito bem-vinda, uma vez que, o que se espera de jogos novos, é exatamente novidade, novos desafios, a possibilidade de desenvolver novas habilidades, e, principalmente, uma nova forma de diversão.

E mesmo com tanta polêmica em razão da compra da Activision Blizzard que está sendo realizada pela Microsoft, o PlayStation continua recebendo exclusivos de Call of Duty, numa propaganda que destaca a necessidade de possuir assinatura ativa PlayStation plus para poder jogar no multiplayer online.

Outro aspecto muito positivo é que o jogo oferece pelo menos 12 modos de jogos multiplayer, trazendo uma diversidade robusta agradando fãs que gostam tanto de um tipo como de outro, mapas mais curtos, mapas maiores, possuindo diversos desafios.

Gameplay

Algo que é bastante comum em jogos shooters, e que se pode dizer que é negativo, é que o jogo possibilita que muitos fiquem como campers, em lugares viro aqui às vezes nem são tão estratégicos, mas que possibilitam que o jogador possa ficar parado num lugar escondido para ficar atirando em quem passa correndo ou se movimentando.

Isso engessa o gameplay porque a dinâmica do COD é justamente uma movimentação dinâmica, uma trocação de tiros frenética, razão pela qual ter jogadores camperando é algo que prejudica a diversão e pode fazer com que alguns deixem de cumprir os objetivos da missão para ter como objetivo caçar os campers.

Um conteúdo bastante interessante é a diversidade de operadores disponibilizados para jogar, sendo que alguns deles são desbloqueados ao serem atingidos alguns objetivos, fazendo com os jogadores despendam um determinado tempo para terem acesso a esses operadores, sendo que o uso dos mesmos demonstra o empenho e habilidade do jogador quando utilizado o operador em combate.

Nosso destaque vai para os modos Ground War e Invasion que tem mapas maiores, com uso de veículos, no bom e velho estilo de Battlefield, modificando a gameplay padrão do COD para fazer com que os jogadores tenham de se movimentar por mais tempo até chegar em seus objetivos e coordenarem melhor as suas ações para poder vencer no combate.

Invasion, então, se trata de um novo mod que conta com bots como inimigos, diversificando as missões, possibilitando ao jogador conseguir alcançar algumas habilidades ou itens matando os bots para depois usar contra os players.

Armas

Quanto aos aspecto de upgrade das armas, opinamos no sentido de que a progressão está muito ruim, com uma progressão muito lenta, forçando o jogador a utilizar por muito tempo a mesma arma para ir upando ela, adicionando itens na arma, até que depois sejam desbloqueadas outras armas.

Isso faz com que o jogador seja impedido de usar a arma que tem como favorita e que está desbloqueada já no início do jogo. Por isso, seria mais interessante que houvesse uma progressão por nível para possibilitar o uso de armas diferentes e, ainda, com um sistema de personalização das armas, porque, apesar de ser possível escolher quais apetrechos serão colocados na arma, não é possível escolher a localização desses itens, não sendo possível escolher onde colocar a mira, empunhadura, laser, lanterna, etc.

Quanto aos operadores, disponibilizados para jogar, destaca se o fato de que alguns são compráveis, custando uma considerável quantia de dinheiro, isso contando com o fato de que o jogo já é bastante caro, sendo na versão base, padrão, no PC com valor de praticamente R$ 300,00 (trezentos reais). Um jogo bastante caro considerando que é uma versão base, bem como que o jogo terá temporadas, operadores de armas para serem compradas, e de boost de XP. Ou seja, ainda que se pague caro pra um jogo novo vivo aqui evidentemente tem seus aspectos positivos e diverte bastante, é provável que se gaste ainda muito mais para ter os conteúdos extras do jogo.

Ainda quanto aos operadores, é preciso dizer que eles são nada carismáticos, não possui num contexto nem mesmo algo para que o jogador fique mais incentivado a usar um outro viva com exceção daqueles que são adquiridos ao se conseguir alcançar determinado objetivo que o jogo coloca à disposição.

A interface do jogo precisa melhorar e muito. Ela não é nada intuitiva, gerando muita confusão quanto ao que se acessa em onde se acessa, tanto é que, para encontrar um amigo que você já tem na sua lista, é preciso entrar em várias abas, e ficar procurando entre vários players, até contra quem você já jogou, para, então, revelar o nome do amigo que às vezes pode até nem aparecer por mais que o mesmo esteja online. Nossa sugestão é que o o menu e a interface sejam feitas de formas mais simples, mais intuitivos, para não causar confusão nem perda de tempo para tentar jogar com amigos.

Modo Campanha

Quanto à campanha, precisamos destacar que ela é, infelizmente, muito curta. Acreditamos que uma campanha mais extensa atrairia muito mais pessoas a comprar o jogo, pois teriam muito mais conteúdo e poderiam ter um melhor relacionamento com o jogo, se apegarem mais aos personagens do jogo e, claro, ter muito mais tempo de diversão.

Algo que agradaria muito na campanha é um modo cooperativo em campanha, possibilitando que o jogador pudesse ter pelo menos mais um player para jogar junto, sendo que montar um esquadrão próprio seria muito mais bem-vindo, trazendo uma dinâmica de gameplay diferenciada por que o esquadrão teria que ser muito mais afinado, tanto em termos de comunicação, como de estratégia.

E uma sugestão que eu sempre faço nos meus vídeos, é que a Activision Blizzard possui uma excelência na forma de configurar as movimentações de caminhada e de corrida,uma excelente sonorização das armas e do ambiente. Com isso, poderiam fazer um modo simulador de combate, cooperativo, no estilo dos jogos como Arma 2, Ready or not, Swat 4, Ground Branch, dentre outros do gênero, sendo algo que atrairia muito mais jogadores. Isso porque, diante da qualidade gráfica, qualidade de loadout dos operadores, diversidasde de armas e estilos, poderia trazer uma diversão diferenciada para um nicho bastante interessante que está carente de um novo jogo do gênero com tanta qualidade.

Até por isso o modo DMZX agradou e tem agradado bastante, até mesmo mais que outros modos de multiplayer, por que possibilita que os jogadores possam se articular de forma mais estratégica, como se fosse um jogo simulador de combate, trazendo uma diversidade de táticas, estratégias, tanto para lidar contra os bots, quanto outros players, contando, ainda, com diversas recompensas.

Outro destaque vai para mapas que causaram polêmicas por que teriam sido réplicas de lugares existentes, como o caso do mapa de um hotel famoso na Holanda, em Amsterdã, trazendo o problema quanto à configuração do local; mas claro que esse problema é apenas da desenvolvedora, não sendo algo que atrapalha os players que, é claro, curtiram o realismo dos mapas diferenciados por possibilitarem mais diversão.

Gráficos

O gráfico do jogo na campanha estava muito bonito até vir a atualização modificando o multiplayer e trazendo o warzone 2.0, tendo sofrido um downgrade e quedas de fps que desagradam bastante. Já o gráfico do multiplayer parece estar sendo bem trabalhado e atualizado, com boa movimentação dos soldados, boa animação de caminhada, trazendo mais realismo e imersão para o jogador.

Nossa crítica quanto à movimentação é que a possibilidade de ficar pulando e deslizando deveria ser retirada, por que não são nada realistas e confere mais vantagem ao jogador que executa pulos e deslizadas como que se sofresse menos dano, o que ocorre também com quem fica jogando agachado.

Os efeitos sonoros são bastante trabalhados e expressivos, conferindo maior imersão no jogo. O ponto crítico é o som dos veículos que estão muito alto no jogo, mesmo baixando o volume, fazendo com que o jogador não escute alguém que está na mesma chamada e no mesmo esquadrão. Por isso, recomendamos que os jogadores baixem bastante o volume do jogo para poderem escutar outros players melhor.

Bugs

Outros aspectos críticos e negativos que não podemos deixar de mencionar, são os bugs. E em se tratando de bugs estão coisas como: ficar sem som, forçando o jogador a reinicializar o jogo para voltar o som; não ver o aliado que fica aparentando estar invisível, apesar de estar na mesma partida; o bug de tentar reviver o aliado sem êxito porque a mesma tecla do teclado que serve para reviver o aliado é a mesma par se pegar armas do chão e, com isso, o jogador fica pegando as armas do chão ao invés de ressuscitar o seu aliado, algo que atrapalha bastante no multiplayer por que faça o que os jogadores se olhado fiquem mais expostos para serem abatidos por inimigos.

Como é possível jogar com pessoas de plataformas diferentes, de PC e consoles, algo que pode ser um tanto quanto frustrante é que quem usa controle tem a seu favor o aim assist, fazendo com que jogadores tenho essa vantagem contra aqueles que jogam no PC com teclado e mouse. Isso porque leva a situações em que viva quem joga no console, com controle, e matar um inimigo, apesar de que, de acordo com a sua movimentação, estaria de lado até mesmo de costas para fazer isto com a rapidez que o aim assist permite, havendo, portanto, uma vantagem que pode ser até mesmo desproporcional.

E algo que infelizmente ocorre já no jogo é que alguns jogadores utilizam de meios escusos e de subterfúgios para terem vantagem no jogo, como utilizar hardwares e até mesmo softwares para ficar com armas sem Recoil, com precisão de mira sem erro, maior velocidade na corrida, dentre outras vantagens que não estão no jogo original. Com isso, será necessário que os desenvolvedores faça uma limpa no jogo para retirar esse pessoal do multiplayer para não estragar a diversão dos demais que jogam de forma correta

Gamerdito

Concluindo, Call of Duty: Modern Warfare 2 oferece mais pontos positivos que negativos, trazendo bastante dinamismo e diversão, possibilitando muitas horas de gameplay, principalmente se você tem amigos para jogar no multiplayer.

Porém, não podemos deixar de reconhecer que o preço do jogo está muito alto, bastante caro considerando a realidade do povo brasileiro.

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube, Google News.

icon

Gamernéfilos, comentem aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.