The Falconeer - Divulgação - Tomas Sala / Wired Productions

O game The Falconeer, que foi desenvolvido por Tomas Sala sozinho e está sendo distribuído pela Wired Productions, está sendo lançado oficialmente hoje dia 10 de Novembro. Nós do MeuGamer conseguimos jogar o game antecipadamente e para comemorar o lançamento oficial com estilo, trazemos um Preview completo com o que achamos de The Falconeer. Espero que gostem!

Confira nossa Gameplay (de 27 minutos) de The Falconeer abaixo:

The Falconeer

O game é focado em Mundo Aberto e Combates Aéreos, onde os jogadores enfrentarão combates insanos e uma exploração aprofundada. O universo de The Great Ursee (Grande Ursee) está dividido entre Facções: as ricas e poderosas, e as oprimidas e pobres.

The Great Ursee (Grande Ursee) é um lugar antigo repleto de locais detalhados e belos para serem encontrados/explorados, não só nos céus, mas também nas profundezas dos mares. Descubra vestígios de ordem e civilização, além de litorais selvagens e perigosos repletos de Tesouros, Piratas, Tecnologias Perdidas e Criaturas Fantásticas.

Esteja preparado para desvendar o misterioso mundo aberto de The Great Ursee!

Facções/Montarias, Combates Insanos e Sistema de Voo

Aqui os jogadores escolhem sua Facção e a quem serão leais, mas os ângulos podem ser explorados de formas diferentes com o acesso as diversas Montarias presentes, dentre elas: Falconeers (falcoeiros em tradução livre), War Falcons (falcões de guerra), Weaver Dragons (dragões tecelões em tradução livre), Razorbeetles (besouro navalha), e Mantarays (especie de arraia). A montaria será a maior aliada dos jogadores, podendo ser customizada com Armas, Armaduras, Cosméticos, Mutagênicos e Cânticos.

The Falconeer foca em nos apresentar uma nova abordagem do Combate Aéreo, com uma perspectiva em Terceira Pessoa, mecânica de Dogfighting (briga de cães em tradução livre), Térmicas Oceânicas e Energia em Combates.

O Combate Aéreo é rápido, brutal e devastador. Na maioria das vezes os jogadores irão enfrentar mais de um inimigo por vez, desde outros Falcões e Dragões, até Dirigíveis e Navios navegando nos mares.

Outro ponto importante de destacar é o fato de que os disparos são baseados em Energia, Energia essa fornecida por geradores, que por sua vez são carregados nas costas das Montarias além dos personagens. Se a munição acabar, basta encontrar uma tempestade (que são frequentes) e recarregar o gerador com a Energia dos raios. Uma dinâmica bem diferente e inovadora.

OBS: Os jogadores podem literalmente pescar peixes com um rasante, essa tática permite que a vida da Montaria seja restaurada ao se alimentar do peixe. Pegar Minas Aquáticas e depois jogá-las em embarcações também é outra boa estratégia.

O Sistema de Voo representa toda a movimentação do game, uma vez que os jogadores irão permanecer nos céus praticamente 100% do tempo. Aqui o desenvolvedor Tomas Sala, CoFundador do estúdio Little Chicken Game Company e conhecido por sua série de Mods para Skyrim: Moonpath to Elsweyr,  apresenta um trabalho sólido e bem feito. Os controles são fluidos, respondem bem e são muito ágeis.

Somar essas características com as Habilidades únicas de cada montaria, Esquivas muito bem trabalhadas e a Movimentação competente, que responde bem e é ágil, proporciona aos jogadores batalhas épicas contra inimigos. Simplesmente fantástico!

Neste game os jogadores avançam de ilha em ilha, evoluindo (passando) o Nível de sua Montaria, comprando Armas melhores, carregando os Geradores de Energia (com os raios das tempestades) e assumindo Missões Locais, construindo assim uma espécie de relacionamento com cada uma das cidades das ilhas que descobrirem. Ou talvez seguir direto para as Missões Principais (lineares) da história, que particularmente não achei que acrescentam tanta profundidade ao game quanto deveriam, na verdade são bem diretas e rasas.

Gráficos e Áudio (Trilha sonora)

Os Gráficos são um show à parte, Tomas Sala deixa nítido aqui o nível de atenção aos detalhes, os cenários (ambientes) são riquíssimos e muito bem feitos, ver o céu noturno (as estrelas) de The Falconeer é algo fascinante.

Com relação à Trilha Sonora, podemos ver um ótimo trabalho de Benedict Nichols, conhecido por compor Trilhas Sonoras para games, dentre eles: Doom Warrior, Before We Leave, March of The Living, Color Guardians e etc. Resumindo, aqui temos uma trilha sonora de peso, composta por um cara mega experiente.

Pontos Fortes e Pontos Fracos

The Falconeer assim como qualquer outro game não é perfeito, ao mesmo tempo em que apresenta acertos como Combates Insanos, Controles Ágeis, Gráficos e Trilha Sonora, também apresenta erros como Poucas Opções de Missões (basicamente três categorias: ataque, defesa e entrega ), História sem Profundidade (ou seja, não motiva os jogadores, é rasa e muito direta) e a falta de Checkpoints. A falta de Checkpoints é algo que me incomodou muito, pois, nas Missões de Escolta (as missões são bem demoradas, principalmente quando escoltamos um barco que é mais devagar)  se falharmos temos que recomeçar tudo de novo.

Pontos Fortes

  • Combates Incríveis.
  • Controles Ágeis.
  • Gráficos que Impressionam.
  • Trilha Sonora muito boa.

Pontos Fracos

  • História sem Profundidade (O game é muito direto e raso) .
  • Não conta com Checkpoints, se iniciar uma missão é bom não falhar, se falhar se prepare para recomeçá-la tudo de novo.
  • The Falconeer não conta com Legendas ou Dublagem em Português (pelo menos até o momento).

Conclusão

The Falconeer é um game divertido, ágil, gostoso de jogar, bem trabalhado e rico em detalhes. Existe ainda o fato de que Tomas Sala desenvolveu o game sozinho, tendo ajuda somente na Trilha Sonora composta por Benedict Nichols e na distribuição do game pela Wired Productions, isso deve ser levado muito em conta, o trabalho dele é incrível e o resultado é um game que impressiona, tanto visualmente quanto dinamicamente.

Agradecimentos

Nós do site MeuGamer deixamos aqui nossos agradecimentos a Tomas Sala (desenvolvedor do game) e a Wired Productions (distribuidora do game); obrigado por nos conceder acesso ao game de forma antecipada e gratuita, assim sendo possível a realização deste “Preview”. Obrigado por confiar em nosso trabalho. E também agradecemos a todos vocês que nos acompanham no dia a dia. Muito Obrigado!

The Falconeer: Combates Insanos, Controles Ágeis e Muita Diversãoken_nascimento
7.5
out of 10.
2020-11-10T13:05:29-0300

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.