Destroy All Humans remake traz sarcasmo junto com sonda anal

Já imaginou acordando e descobrindo que não estamos sozinhos e ainda sendo atacados por alienígenas Cryptosporidium da raça Furon? Em Destroy All Humans!, está será a sua realidade. O jogo traz humor totalmente ácido e cínico, com pitadas de constrangimento. Se atualmente estamos mais sensíveis, você poderá ficar surpreso ou poderá não entender os sarcasmos utilizados.

Considerando que o game já contava com toda sua sintonia de humor em 2005, na versão original lançado no Playstation 2 e no primeiro Xbox.

Agora, em 2020, na atual geração os jogadores poderão ter uma nova sensação em experimentar, um dos grandes clássicos no início da rivalidade entre Microsoft e Sony. O jogo está sendo trazido pela Black Forest Games e por THQ Nordic com um remake apresentando uma repaginada mais cartunesca.

Para quem jogou o primeiro, não terá nenhuma dificuldade no remake, é fato, que o jogo foi recriado por completo e as primeiras missões são praticamentos identificas, ao de 2005. E outras adicionadas para o novo título. Crypto-137 desembarca na Terra e acaba se deparando com umas vacas e logo tenta fazer contato; — claro! Não daria muito certo, o que certamente deixará o alienígena ainda mais indignado com a raça humana.

Apesar de ser um jogo que o intuito é estudar os humanos, e depois eliminá-los, passa longe de algo mais do mesmo. Ademais, é necessário mais que simples explosões e desintegrar tudo que se vê à frente. Será necessário usar técnicas como stealth, implantes de chip cerebral, psicocinese, abduções, sonda anal — realmente o jogo tem essa arma; e muito mais.

Inspiração em Marte Ataca! e MIB?

Tudo que é rumor na cultura popular e principalmente em um mundo pós-guerra, sempre acaba repercutindo, e o jogo se aproveita disso, uma série de inspirações foi referência, como o mítico caso Roswell ( — No jogo virou Rockwell). Quando moradores locais relataram avistamento de um objeto voador não identificado (ou OVNI) teria caído no local, nos anos 40. Isso trouxe para o cinema e o mundo dos jogos inúmeras versões de possibilidades de possíveis visitas de extra-terrestre em nosso mundo.

Com base no texto citado acima, juntando os filmes como Marte Ataca! e MIB — Homes de Preto, teremos Destroy All Humans!, toda essência do jogo parece que foi retirada dos dois filmes.

Aniquilação e diversão


A dinâmica em vasculhar o mundo aberto, é um dos pontos altos. Acredito que o jogo será comparado com outras franquias, principalmente com Grand Theft Auto (GTA), de invasões aliens. Pelo simples fato de que podemos sair aniquilando tudo. Quanto a diversão, talvez, alguns fatores de seguir nas missões em linearidade, poderá incomodar alguns jogadores. Elas são primordiais para o sucesso da missão. Afinal, Ets não são “Travor Philips — Personagem de GTA V”que faz uma matança sanguinária pela cidade. Em outros momentos serão necessários fazer tudo na surdina no modo stealth, sem chamar muita atenção. Sem contar que toda ‘megolomania‘ de Crypto-137 são relatadas diretamente nos jornais locais.

Controle da mente e esterco de miolo mole

Uma das coisas que não se deve fazer é ser avistado por uma extraordinária câmera “Tekpix”, em missões de stealth será necessária grande agilidade para ser detectado. Sinceramente, achei essas missões as melhores do jogo. Com uma imersão de espionagem. Saindo um pouco de atirar e destruir. Muitas dessas partes controlamos mentes humanas e podemos ler seus os pensamentos infames. Como deixá-los inoperantes e como os bobos da corte, até mesmo recriar uma aparência similar. Mesmo sem perceber, estará rindo das piadas esfarrapadas e clichê utilizadas em diversos momentos.

Armas e Crypto dos Cryptos e Disco Voador das vacas

O baixinho e encrenqueiro conta com 4 armas e quatro habilidades que podem ser melhoradas dentro do laboratório do Pox, onde podemos realizar os upgrades. Vale lembrar que, no remake contamos com mais de 60 upgrades disponíveis de Crypto. Podemos utilizar pontos que ganhamos em cada missão bem-sucedida, deixando-o mais sagaz. O mesmo vale para melhorias no seu disco voador. Por sinal, Orthopox 13 é a mente tenebrosa e maligna articulando cada passo do alienígena — Por algum motivo, ele é fissurado em vacas.

Bugs e frames

A transição com diferença de 15 anos da versão original para atual, é algo extremamente notório. Algumas quedas de frames são expressivas ao longo da aventura, porém, nada que afete a gameplay. Entretanto, algumas missões de objetivo, ao qual eu deveria completar, mesmo falhando, o jogo avançava para o próximo objetivo. Além disso, poucas variedades de NPCs são apresentadas, haviam momentos que eu pensei que os filhos da “Grávida de Taubaté ” tinham nascidos.

Veredito

O jogo levará você há horas de jogatina divertida e planejando qual será sua próxima destruição. Destroy All Humans! lhe mostra uma atmosfera que não é necessário pensar nos seus atos, mas tem uma crítica para coisas do nosso cotidiano que nos faz pensar se estamos agindo da maneira correta.

Um pouco mais de desafio para o jogo seria algo perfeito, quem sabe isso estará em uma sequência da franquia.

Destroy All Humans foi caridosamente cedido pela THQ Nordic para o site.

Destroy All Humans! — Remake: Apesar de não trazer novas mecânicas de jogo e inovação, o remake continua objetivo, sem perder seu humor ácido e diversão.Jefão Calheiro
7.5
out of 10.
2020-07-27T14:28:17-0300

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.