Stranger of Paradise Final Fantasy Origin square enix Stranger of Paradise Final Fantasy Origin onde jogar Stranger of Paradise Final Fantasy Origin onde baixar Stranger of Paradise Final Fantasy Origin review Stranger of Paradise Final Fantasy Origin download
Stranger of Paradise Final Fantasy Origin - Square Enix

Stranger Of Paradise Final Fantasy Origin é a nova aposta da Square Enix para uma nova abordagem da franquia Final Fantasy e você pode conferir nossa análise abaixo.

Em primeiro lugar, Final Fantasy é um clássico. Para aqueles que continuam acompanhando o mundo dos jogos ao longo do tempo, o jogo que estreou em 1987, continua firme. Em segundo lugar, marcou gerações e continua impressionando. É considerado um marco. Antes e depois de Final Fantasy. Claro, não foi o primeiro, porém, teríamos muitos JRPGs diferentes no mercado com a ausência de Final Fantasy.

Vários relançamentos foram realizados ao longo dos anos. Até que Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin (Square Enix) chegou, como um novo spin-off, onde retornamos à Cornélia.

Como resultado, o sistema de combate de Stranger Of Paradise Final Fantasy Origin é seu ponto de referência. A Team Ninja fez um excelente trabalho, aproximando-se de um RPG de ação com traços mais tradicionais. Ou seja, o sistema de combate é profundo, divertido e envolve. Devemos aprender os padrões dos inimigos e aproveitar suas fraquezas.

Caso você tenha domínio do combate, será recompensado. Do contrário, punitivo se você errar demais. Todos os inimigos têm uma espécie de “Barra de quebra”, relacionada a habilidades especiais e combos. Conseguindo utilizar essas habilidades no momento certo, será recompensado com um aumento de MP e ataques especiais. Caso erre, haverá uma redução.

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin - Review
Square Enix

Armas e Dificuldades

Cada tipo de arma oferece um sistema de combate diferente, com combos próprios e habilidades. Temos um sistema estilo espadachim, mago ou ronin e uma árvore de habilidades que desbloqueia classes avançadas. Porém, o jogo pode ser um pouco complicado, especialmente para aqueles que só gostam de combate baseado em turnos. Eles tentaram tornar Stranger of Paradise um jogo mais acessível a todos.

Além disso, existem 3 níveis de dificuldades, que podem ser modificados a qualquer momento. Outro elemento que facilita é que podemos contar com 2 companheiros em alguns momentos que podem distrair e causar danos aos inimigos.
Em relação aos Chefes, o jogo pode ser um tanto quanto desafiador. Jogadores novatos podem se sentir frustrados. Ao mesmo tempo, causa a sensação que você deve superar o desafio com tentativas, acertando e errando.

História de Stranger Of Paradise Final Fantasy Origin

Jack Garland chega ao reino de Cornélia para destruir Chaos, juntamente com Ash e Jed. Eles pedem ao rei de Cornélia permissão para entrar no Santuário do Chaos e possam destruí-lo. O Rei está cético, não acredita que Jack, Ash e Jed são os Guerreiros da Luz, pois não são 4 membros e possuem apenas cristais negros. Mesmo assim, o rei dá permissão para o acesso ao santuário.

Nesse meio tempo, eles encontram uma jovem chamada Neon, que possui um cristal negro.

Ela explica que também queria destruir Chaos, mas descobriu que Chaos nada mais é que um mito criado por humanos. Jack não acredita em sua história, e afirma que ele existe e irá encontrá-lo. Neon decide acompanhar Jack como o quarto membro do grupo. Quando retornam para Cornélia, eles tentam descobrir como todos perderam suas memórias. O rei encarrega os guerreiros de restaurar os cristais de vento, fogo, terra e água para salvar o mundo.

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin - Review
Square Enix

De início, assumimos o papel de Jack, explorando ambientes e lutando contra monstros. O combate ocorre em tempo real, com Jack alternando entre dois ataques físicos e mágicos.

As principais partes da história, obviamente, são mostradas nas missões principais. Além disso, localizando documentos escondidos pelas missões principais e secundárias.

Mesmo com a adição de informações, ainda aguardamos o desenvolvimento da história ao longo do jogo e descobrir o real motivo da presença de Jack no local. Além disso, a Franquia Final Fantasy tem como ponto chave excesso de conteúdo relacionado a história para os fãs. Stranger of Paradise apresenta a história, mas em alguns momentos, me senti perdida como se algum elemento ficasse ausente.

Gráficos em Stranger of Paradise Final Fantasy Origin

O jogo possui uma direção de arte e qualidade visual de um RPG, porém, muitas vezes é escuro, com texturas de baixa qualidade e alguns problemas de desempenho. Aparentemente foi desenvolvido com orçamento baixo ou médio, bem limitado em alguns pontos.

Em um mundo que devemos explorar e que os níveis pareçam ligados de alguma forma, Stranger of Paradise possui uma tela de seleção de níveis onde escolhemos a área que desejamos ir e a missão a ser concluída. Embora a medida que avançamos exista uma variedade de cenários, a grande maioria são apenas corredores que conectam áreas de luta.

Em grande parte das vezes o jogo parece um jogo de PS3. A modelagem é boa, mas a iluminação instável e a física por trás de movimentos de roupas e cabelos se faz presente, porém, igualmente limitadas.
Os gráficos são uma verdadeira mistura, assim como o resto do jogo. Às vezes parecem lindo, outras com uma série de problemas gritantes. Ou seja, aparentemente os modelos de personagens e inimigos não foram modelados para o hardware da geração atual, onde o hardware pode renderizar adequadamente.

Eventualmente, as cenas iniciais parecem excelentes e o efeito de sangue em Jack após uma batalha são bons, apresentando um combate mais brutal.
A dublagem, apesar de alguns atrasos de sincronismo labial, é decente. Melvin é engraçado e expressivo, dependendo da cena. Assim como Jack.A trilha sonora é satisfatória, com algumas faixas bem interessantes.

Gamerdito: Jogue Stranger of Paradise pelo seu sistema de combate e não por sua história. Existe um foco nos fãs de longa data da série, mas novatos, como eu, podem não entender qual o enredo principal. Mergulhe na batalha, use suas habilidades e soará como uma experiência satisfatória.

Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin - Review
Square Enix

O que poderia melhorar:

  • Narrativa e fotografia de baixa qualidade;
  • Roteiro não é lá essas coisas, assim como a dublagem;
  • Sistema de loot não é recompensador;
  • Diálogos repetitivos.

O que acertou:

  • Combate;
  • Sistemas de classes com bastante variedade;
  • É acessível a novatos;
  • Obteve sucesso fornecendo profundidade e reimaginando certos elementos clássicos de Final Fantasy, porém, de forma bem limitada.
Stranger of Paradise: Final Fantasy Origin - Review: "Jogue Stranger of Paradise pelo seu sistema de combate e não por sua história." - Vanessa Ferreiravanessaferreira
6.5
out of 10.
2022-05-25T11:34:46-0300

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube.

icon

Gamernéfilos, comentem aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.