Sifu – Review – Uma vingança Brutal (PS4 Pro)
Sifu / Slocap

Sifu é um jogo beat ‘em up de artes marciais, desenvolvido pela Sloclap, já disponível para Playstation 4, playstation 5 e PC.

Acompanhamos a história de um aprendiz de Kung Fu, que busca vingança após a morte de seu pai.

O que é Kung Fu?

Como principal elemento do jogo, o Kung Fu é uma arte marcial, mas também uma filosofia de vida. Proporciona benefícios para o corpo e a mente. Criada a certa de 1500 anos atrás, utiliza movimentos inspirados em animais presentes na natureza. É uma técnica que aumenta a concentração, foca na respiração e defesa.

História de Sifu

Sifu é uma história clássica de vingança, de um protagonista em busca de cinco pessoas que estão direta ou indiretamente envolvidas na morte de seu pai. Com 20 anos de idade, ele rastreia cada membro e aprende Kung Fu para iniciar sua missão de vingança.

Gameplay em Sifu

JuventurexControle: Sifu seria um jogo mais fácil se fosse apenas um beat ‘em up simples, porém, não se trata disso. É uma história onde dominar seu autocontrole (sua mente) é muito importante, e a perda do mesmo, gera consequências.

O ganho de idade gera um aumento de dano, porém, ficamos mais frágeis aos ataques. Sifu carrega uma espécie de pingente, o qual controla suas mortes e a medida que se quebram, indicam que o fim da vida do personagem está próximo. Morra e recomece o nível desde o início.

Esse estilo de envelhecimento dá ao jogo um estilo peculiar, um tanto ditatorial, porém, cativante e otimizado.

Iniciamos cada capítulo com a idade que terminamos na anterior, porém perdemos xp e movimentos desbloqueados, somente os movimentos desbloqueados de forma permanente é que ficam. Por outro lado, Sifu té dá uma opção para facilitar a vida: recorra as atalhos presentes nas fases, que permite que você passe por situações complicadas nos níveis, tendo a opção, até mesmo, de ir direto para um Chefe.

Existe um quadro em uma antiga escola de Kung Fu onde ficamos com nosso personagem que indicam todos os coletáveis que são rastreados, unindo chaves as portas.

Os ambientes remetem a filmes de Kung Fu. Apartamentos cheios de revendedores de drogas, um clube noturno, um santuário, apresentando elemento linear, com uma série de mini lutas, mini chefes e a possibilidade de coletar estátuas de dragão, que te fornecem uma espécie de upgrade específico.

Dificuldade em Sifu

A dificuldade é alta desde o início. Como resultado, não dá para simplesmente apertar vários botões e ver o que acontece. Precisamos treinar e memorizar ações específicas, onde a luta presente é, principalmente, técnica. Devemos focar em bloquear, revidar, evitar golpes e a melhor forma de finalizar um oponente.

Conheça o layout dos botões, aplique ataques fortes e leves e combine combos. Também utilizamos itens presentes no cenário que auxiliam e muito na hora de evitar contato com inimigos.

Por outro lado, além da barra de saúde, temos uma barra relacionada a concentração, que se enche a medida que atacamos os oponentes, uma vez cheia, permite um ataque especial.

Morte inevitável…

O aspecto de envelhecimento presente no jogo é um dos destaques. Nosso personagem morre e retornamos cada vez mais velhos. Da primeira vez envelhecemos apenas 1 ano, depois mais dois anos, três anos, dez anos e por ai vai. Causamos mais danos, porém, perdemos em barra de saúde. Além disso, chegando aos 70 anos, sua morte será certa. Há equilíbrio…matando os inimigos principais, o contador de morte reduz, em vez de envelhecer dois anos, podemos envelhecer apenas um ano, caso esses inimigos específicos sejam abatidos.

Visuais em Sifu

Confesso, não sou fã de jogos nesse estilo. Mas Sifu tem seu mérito no quesito visual.

Os gráficos são simples, porém, elegantes. O personagem tem um estilo de anime, simples e expressivo. Possui cenários bem desenhados, porém, em alguns momentos apresentam uma textura pixelada. Por exemplo, o movimento de câmera, muitas vezes atrapalha. Em meu teste no PlayStation Pro não enfrentei nenhum tipo de problema relacionado a performance do jogo. Porém, apenas um momento específico a tela ficou preta durante uma transição de fase e tive que fechar o jogo para que o mesmo consegui-se carregar. Além disso, tirando um elemento pixelado aqui ali, o jogo apresenta um visual simples, pode não agradar aos players da “nova geração” em busca de visuais espetaculares. Em outras palavras, trata-se de um indie com uma proposta visual simples. O foco é a luta. Lembre-se disso.

Vale a Pena jogar Sifu?

Por fim, Sifu é um jogo para poucos. Exige, com jogabilidade refinada e técnica. Tem narrativa simples. O processo de morte e repetições constantes do mesmo cenário pode se tornar repetitivo e cansativo. Possui uma proposta com potencial, mas pode afastar jogadores casuais. Se busca por desafios e momentos de frustração, inicie seu treino nesta arte milenar!

Onde posso jogar Sifu?

No momento, Sifu está presente apenas no PlayStation 4, PlayStation 5 e PC.

***A Sloclap forneceu uma key para a análise do jogo.***

Sifu (Playstation)

Sifu – Review – Uma vingança Brutal: "Sifu é um jogo para poucos. Exige, com jogabilidade refinada e técnica"Jefão Calheiro
8.5
out of 10.
2022-02-10T22:24:33-0300

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube.

icon

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.