RESENHA: Eleanor & Park – Rainbow Rowell

RESENHA: Eleanor & Park – Rainbow Rowell
 

É sempre bom descobrir novas histórias, novos mundos e novos personagens. Mas relembrar antigas histórias é sempre emocionante, lembrar como o interior do planeta era para Julio Verne, ou como o amor é para Shakespeare.

A história de hoje não foi lançada no século XIX, e apesar de se passar na década de 1980, foi lançada em 2012. Estamos falando de Eleanor & Park, de Rainbow Rowell. Apesar do nome da autora remeter a cores e alegrias, sua criação é muito mais profunda e completa.

Eleanor acaba se mudar para uma nova cidade, bairro novo, escola nova, vida nova. Mora com sua mãe, e com seu padrasto violento, além de todos os seus irmãos em uma casa onde o banheiro não tem porta, e as crianças dormem todas no mesmo quarto. É ruiva, com sardas, usa roupas estranhas e não corresponde aos padrões de beleza adolescentes dos anos 80, talvez corresponda aos padrões da era vitoriana.

Park mora com sua família normal em uma casa normal, com seus livros, quadrinhos e toca fitas. Park é oriental, quieto, e segundo Eleanor, um idiota. Apesar de ser amigo de péssimas pessoas, o menino é tão solitário e inquieto com suas questões quanto a própria Eleanor. Apesar de virem de realidades diferentes, os dois são muito parecidos.

A autora nos apresenta uma história que poderia se encaixar perfeitamente aos dias atuais, provando que as batalhas internas que temos quando somos adolescentes são transcendentais. Eleanor e Park se conhecem na escola, sentam um ao lado do outro no ônibus, e começam a conversar sobre músicas e quadrinhos.

Quando li o livro pela primeira vez anos atrás, estava no meio da minha adolescência e me senti lendo sobre minha própria vida. Eleanor tem problemas com seu corpo, com suas roupas, não é bem vista pelos colegas de escola e tem problemas com sua família. Parece a vida de qualquer adolescente dos últimos 30 anos. Mas é mais complexo do que isso. A mãe de Eleanor é casada com um homem agressivo, controlador, que a agride psicologicamente e fisicamente. Richie também controla e manipula as crianças da casa e faz a vida da menina virar um inferno. E isso a afeta em todos os aspectos de sua vida.

E como todos nós quando somos adolescentes, Eleanor encontra um escape para seus problemas em outra pessoa, um amigo. Park. A relação dos dois é construída de forma tão sutil por Rowell, que não nos damos conta de quando os dois começam a se envolver, quando você percebe, Park está pensando em Eleanor, e você simplesmente acha adorável e quer que continue. A estruturação do texto é tão leve e sutil, que você simplesmente se deixa levar pela leitura, e só percebe quanto tempo passou quando já se foram cem páginas.

O principal ponto positivo do livro é como a relação entre os dois é abordada de uma forma real. Não existem situações mirabolantes e extraordinárias. Não. São adolescentes normais vivendo uma paixão normal, com sentimentos que todos já sentimos algum dia. É por isso que o livro é tão bom.


Além de apresentar uma relação formada de um jeito normal, vemos situações comuns, e como no mundo real, vemos que nem tudo pode ser resolvido com uma grande cena trágica. E que nem sempre tudo será resolvido. O livro nos encurrala de uma forma esmagadora, nos colocando em uma zona de conforto onde ignoramos o plano de fundo problemático, e focamos só no que é bonito, só no que nos interessa focar. E quando menos esperamos, tudo o que ignoramos volta e nos esmaga, quando atinge em cheio o que tanto apreciamos.


Rainbow Rowell nos traz de volta o sentimento de estar apaixonado e inseguro. E de como tudo nos afeta quando nos sentimos assim, como tudo nos incomoda. Nosso corpo, nosso cabelo, as pessoas com quem convivemos. E de como nem sempre, gostar de alguém nos salva de nossos problemas.

Encontre o livro na Amazon.


Ler esse livro é como comprar uma passagem de volta pra sua adolescência, para intrigas e sentimentos que nos fazem sentir infinitos novamente.

Jogue Gears 5 com Xbox Game Pass Ultimate

Acompanhe o MeuGamer no Facebook, Twitter, YouTube, Instagram, Twitch e Pinterest.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.