Valorant e seu demoníaco vanguarda anti-cheat

Valorant e seu demoníaco vanguarda anti-cheat

Valorant e sua valorização, não é de hoje que a Riot Games sabe lançar boas campanhas de marketing, capaz de gerar um grande hype com seus anúncios de atualizações em League of Legends. E Recentemente uma série de novos jogos, revelados em 2019.

Porém, entre todos os que mais causou destaque e movimentou os trendings topics da Riot, foi o seu futuro jogo de tiro tático com modo multiplayer de battle arena, Valorant. A primeira versão do beta fechado bateu recordes de audiência na Twitch chegando ter um total de mais de 34 milhões de horas de espectadores assistindo sua apresentação do beta, para jogadores selecionados. De fato, valeu de grande teste para testar todo o potencial do jogo que será lançado no próximo dia 2 de junho no PC.

O casamento de Valorant e dos seus jogadores, portanto, parecia ser perfeito. Apenas parecia perfeito, ao revelar detalhes para um teste mais global, os primeiros problemas foram aparecendo dia após dia, com os feedbacks coletados pela produtora. Eles tentaram diminuir ao máximo a tentativa de inserção de “cheats”, por parte dos usuários que tentam levar uma vantagem durante as partidas. Batizado de “Vanguard“, o software faz uma varredura para determinar possíveis ‘software’ capazes de manipular os arquivos do jogo e alterar os hexadecimais para trapacear (como citados acima). Embora, seja algo totalmente positivo, relatos sobre HDs apresentando uma quantidade maior de arquivos (via reddit), problemas com iniciação do sistema operacional, alerta de disco rígido foram alguns problemas relatados pelos usuários. Mesmo a empresa lançando atualização de hotfix para substituir as versões obsoletas, as reclamações continuaram.

Sentindo na pele

Existe um ditado que “Só acreditamos quando acontece conosco”, confesso que senti na pele o problema ocasionado pelo Vanguard. Ademais, vale dizer, que pensei bastante em escrever o artigo e relatar o que será compartilhado a seguir. Ao receber a “key” para poder testar e conduzir a uma opinião precisa do jogo. Instalei o executável requerendo um pouco mais de cinco gingas de espaço no hd, após a instalação, é obrigatório reinicializar o sistema operacional. Para minha surpresa, ao fazê-lo recebi uma informação de sistema sobre erros de disco e deveria efetuar uma correção, — é claro — optei por fazer. Depois de passar o “scandisk” e outros procedimentos de verificação da saúde do OS, iniciei o jogo normalmente. Aliás, o Vanguard, inicia com o sistema (No meu caso foi o Windows 10).

Experiência da gameplay com valorant

O jogo rodou de forma excelente em 60 fps sem nenhum travamento ou queda de quadros, não só no tutorial como também na partida contra outros jogadores. É evidente que achei fantástico para um game que estava em sua fase de teste. Contudo, os comandos são simples e não fogem da lógica dos demais jogos de tiro tático, temos sim, adição de habilidades, mas nada que vá atrapalhar a experiência de quem está jogando.

Paixão e ódio em um só lugar

Com os ânimos mais calmo de todo aquele êxtase da primeira experiência do Valorant, senti que era o momento de descrever todo um sentimento em relação ao jogo, foi nesse momento que tudo virou. O que era paoxão deu lugar ao ódio, não em termos maléficos, mas frustração. Acima de tudo pela compreensão em saber, que a instalação de um software adicional resultou em um grave problema de equipamento físico. Como nas citações acima sobre problemas com HDs e reinicialização de sistema. E pasmem: fui afetado pelas mesmas argumentações que sempre critiquei, ao culpar um ‘software’ em corromper o funcionamento correto do hardware. Veja a imagem abaixo:

Imagem do grub de inicial — Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal do MeuGamer.com

Remoção total

O Vanguard exige muito da memória RAM(Memória de acesso aleatório) passando para modo de paginação, exigindo mais do HD, que por sua vez esquenta fazendo mais rotações por minuto durante um tempo excessivo. Ou podemos dizer que o anti-trapaça interfere tanto na inicialização do núcleo (kernel), ao ponto de causar bad blocks. Poderia ser uma simples coincidência — Realmente pensei na possibilidade —, logo descartei. Em 8 de maio, o próprio Nemi desenvolvedor do software admitiu alguns problemas e emitiu um comunicado em fóruns e no twitter relatando uma correção. O problema é que para muitos, mesmo com atualização e remoção por completo os erros ainda persistem.

Solução para minha dor?

Se você chegou até aqui, deve estar se perguntando se consegui solucionar o problema do disco rígido, e a resposta é sim e não. O fato de um alerta na tela inicial incomodar é algo de total inconveniência, mesmo desabilitando no “setup” da placa-mãe é preocupante. Uma solução que pode ser feita é tentar executar a ferramenta verificador de arquivos de sistema manualmente.

Será necessário utilizar as teclas do teclado apertando ‘Ctrl + Shift + Esc’ depois na aba “Arquivo” em seguida em “Executar nova tarefa”. Irá abrir uma caixa com campo retângulo basta executar o comando cmd e marcar a caixa “privilégios administrativos” para executar como administrador. Como mostra a imagem abaixo:

Utilize “sfc /scannow” (sem aspas) o comando na unidade que está apresentando o problema em seu computador. Aguarde todo o processo terminar. Verifique se o problema foi resolvido. Como na imagem abaixo:

Gamernéfilos, a Riot tem um tutorial do passo a passo de como remover o software com algumas opções interessantes em seu próprio site. Recomendo que deem uma olhada no tutorial desenvolvido pela empresa.

Considerações finais

Valorant possui grande potencial em ganhar muitos fãs como alternativa para jogos já existentes no mercado, entrando de vez para competições do cenário do esports.

Expressando meu pensamento, o game tem um longo caminho a percorrer caso queira se tornar referência dos jogos de “FPS” de tiro tático. Ainda que o tempo irá dizer se o novo jogo da Riot Games será inspiração para jogos do gênero. Mesmo com todos os problemas acredito no potencial do jogo. Do mesmo modo que, pensarei duas vezes, antes de instalar algum jogo que tenha um novo anti-cheat com pouco tempo de testes.

Com lançamento previsto para o próximo dia 2 de junho no PC. Para baixar o jogo, caso ainda tenha se interessado pelo jogo — É natural ficar com receios depois de ver problemas na versão beta; basta acessar o site e fazer o download do launcher acessando o link (https://beta.playvalorant.com/pt-br/). Fiquem ligados em nosso site para novas atualizações de Valorant.

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.