Crítica – Bird Box | Netflix

Crítica - Bird Box | Netflix
 

Bird Box – A Maternidade posta a prova

O que você seria capaz de fazer pela sua sobrevivência e de seus filhos? Como lidar com o medo? O desconhecido? Como lidar com a escuridão? Bird Box, grande lançamento deste final de ano do Netflix, trata dessas questões e muitas outras.

 

Na trama, liderada pela personagem Mallorie (Sandra Bullock), mãe de duas crianças pequenas, observamos uma Sandra interpretando uma mulher reclusa, cuja complexidade intriga a quem assiste. Seus conflitos ao lidar com a maternidade são constantes e em meio ao caos, ela descobre o verdadeiro significado da maternidade e da sobrevivência. Filmes pós-apocalíticos sempre atraem o interesse de todos e a diretora (Susanne Bier – “Serena”) consegue prender o público, apostando em não apresentar “tal entidade” de forma direta na tela, lidando muitas vezes com o psicológico, o que em muitos casos, assusta ainda mais. Uma comparação ao filme “Um lugar Silencioso” pode vir a mente, já que neste em vez do barulho, temos a questão da visão, mas os comparativos param por ai.

 

Susanne Bier opta por trabalhar a imaginação, ao contrario de Um Lugar Silencioso, o que torna a trama muito mais tensa ao lidar com o imaginário. A apresentação de cada personagem, citando John Malkovich (sempre excelente), Trevante Rhodes e uma participação breve, porém marcante de Sarah Paulson tem a carga dramática certa, para cada momento específico do filme.

A população deste futuro em caos enfrentam uma criatura misteriosa, que ao ser observada, causa a loucura e consequentemente o suicídio de nós, pobres mortais. Para evitar tal contato, o uso de uma venda é obrigatório. Podemos criar uma analogia entre a falta de visão dos personagens , com sua busca constante de um significado para a vida e seus anseios em meio ao caos. Serão Mallorie e suas crianças capazes de sobreviver a este cenário tão caótico e principalmente, conseguirá Mallorie quebrar todas as barreiras e finalmente conseguir ser a mãe que deveria ser? Assistam este que é um dos melhores acertos da Netflix para este final de ano de 2018 e a atuação primorosa que Sandra Bullock foi capaz presentear. Abrace o mistério.

Apesar de momentos fortes e outros arrastados, o longa vale a pena cada minuto. Na CCXP 2018 o MeuGamer esteve presente na ocasião, quando a atriz Sandra Bullock, subiu ao palco do auditório Cinemark, para falar da dos bastidores de Bird Box e foi aclamada de pé pelo público presente.

Nota da crítica

Crítica – Bird Box | Netflix

4

Muito Bom

por Vanessa Ferreira


Star Wars: 4 De maio amazon



One thought on “Crítica – Bird Box | Netflix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.