Todos sabemos que a CD Projekt Red está passando por uma crise enorme e que não aparenta ter fim, pelo menos não tão cedo. Além disso, o diretor do game The Witcher 3, Konrad Tomaszkiewicz, se demitiu após investigação sobre alegações de intimidação no local de trabalho. Ainda mais, a saída de Konrad ocorreu mesmo após a investigação o declarar inocente das acusações de intimidação no local de trabalho.

Contudo, segundo o site Bloomberg, Konrad reconhece em um e-mail de despedida que “muitas pessoas estão se sentindo com medo, estresse e desconforto perto dele”. Ele afirmou esse fato com relação ao local de trabalho; bem como pediu desculpas por qualquer “mal entendido” que possa ter ocorrido durante sua gestão na CDPR (CD Projekt Red).

Por fim, vale ressaltar que Konrad Tomaszkiewicz começou a trabalhar na CDPR em 2004 e eventualmente conseguiu o cargo de diretor de games; assim então, se envolvendo com o carro-chefe da empresa “The Witcher 3”, além de muitos outros projetos como o recente e polêmico Cyberpunk 2077.

A sua saída ocorre durante um dos momentos mais turbulentos da CD Projekt Red. Momento no qual a empresa tenta reconquistar seus jogadores após o lançamento problemático de Cyberpunk 2077. Game que está sofrendo com bugs e problemas de desempenho desde seu lançamento. Além disso, a renúncia de Konrad nos alerta sobre um período difícil (que estamos passando) de má conduta no local de trabalho; uma vez que, a CDPR não é a primeira e já vimos empresas como Riot Games e Ubisoft passarem por situações muito semelhantes (recentemente).

Você também pode acompanhar o MeUGamer nas redes sociais: Instagram, Twitter, e se inscrever no nosso canal do YouTube.

icon

Gamernéfilos, comente aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.